Imprensa

 

Veja a matéria publicada no Carderno Viver com Saúde do Grupo Sinos

 Texto publicado no site da ONG Bicho de Rua por ocasião da campanha "Barriguinha Cheia" embenefício da ONG que ampara cavalos - Chicote Nunca Mais Abril/12 Clarabela,  a  preciosa! Em 2002 procurava um cavalo para equoterapia e fui apresentada à Clarabela, uma égua descrita como muito mansa, sem nome e sem “utilidade” para atividade que esperavam que ela desempenhasse (tiro de laço). Logo chamou minha atenção, difícil de pegar no campo, boa andadura e estatura e atenta a movimentação das pessoas. Quando finalmente nos aproximamos, ela se mostrou calma, apesar dos pequenos “testes” propostos e sempre atenta as pessoas. Observei que estava magra e em condições desfavoráveis, mesmo com receio de errar, acreditei na boa impressão e foi escolhida como nossa égua para equoterapia. A partir de então passou por “melhorias” e pelo treinamento específico para equoterapia, sempre respondendo muito bem. Logo iniciou a trabalhar em nossa equipe, também se colocando maravilhosamente bem. Muitas vezes ganhando afagos, beijos e cenouras dos nossos pacientes atendidos na equoterapia, outras recebendo demonstrações menos “agradáveis” em momentos mais difíceis vividos por nossos “amigos especiais”.Clarabela sempre disposta, receptiva, atenta e ligada a todos. Em dezembro de 2005, um dia não quis comer a cenoura gentilmente trazida por uma paciente, achei estranho, pedi que o tratador ficasse “de olho” nela e me chamasse se necessário. Adoeceu, primeiro diagnóstico e tratamento equivocado, piorou. Buscamos outro profissional, agora uma ótima pessoa e veterinária que diagnosticou uma cólica complicada, com indicação para uma cirurgia bastante difícil, coordenada por ela e outra veterinária excepcional. Ainda assim, um pesadelo para qualquer cavalo! Tive que fazer uma escolha solitária, incerta e sabidamente dispendiosa. Resolvi apostar na Clarinha – já apelidada de preciosa... e ela mais uma vez superou as dificuldades e surpreendeu. Na cirurgia foi descoberta a causa da cólica e de sua condição tão adversa, uma intoxicação seguida de todas as complicações possíveis, mas ela sempre mostrou ser um cavalo especial e mesmo muito debilitada se levantou sozinha no pós-operatório. Ficou mais de três semanas no Hospital Veterinário, suportando dor, sofrimento e não conseguir comer. Aceitou litros e litros de soro, injeções, curativos e medicações. Tolerou a “rotina hospitalar”, minha ausência e minha angústia. Cheguei a me despedir dela, não acreditando que pudesse encontrá-la com vida para uma próxima visita. Depois de muitos dias terríveis, ela começou a melhorar, até que voltamos para “casa” com muitas recomendações e medicações. Novamente mudanças foram necessárias em nossas vidas, um grande amigo nos acolheu e vamos lá, Clarinha “tirou de letra”. Após meses de recuperação foi liberada pela veterinária a voltar a trabalhar na equoterapia. Jamais me esquecerei deste dia! Um dia de muita alegria e reencontros.  Desde então, segue medicada diariamente, mas apresenta ótimas condições e disposição. Algumas pessoas pensam que ela é só uma égua que é bem tratada e cuidada. É verdade, ela tem uma veterinária ótima e incansável. Agradeço a ela e a São Francisco! Eu faço tudo que é possível e um pouco mais, ainda contamos com outros colegas e parceiros que também auxiliam bastante, mas ela é especial! Corajosa e resiliente. Foi investida, acreditada, recebeu muito afeto, mas sempre devolveu em dobro. Depois de tudo que passou, se recuperou e não perdeu a capacidade de estar feliz, disposta e acreditar que é bom conviver e estar perto dos humanos. Seu exemplo fez de mim uma profissional mais capacitada ea enfrentar adversidades e uma pessoa mais corajosa e muito melhor. Quem sou eu?  Sou Silvane, psicanalista, cuidadora e “mãe emprestada” da Clarabela e de outros três peludos. Trabalho com a equoterapia desde 1999, conheci muitos cavalos maravilhosos e sou grata a todos. Maradona um grande e generoso atleta. A “figura” Margarida, a simpática Catita e  os fantásticos: Melão e Escadinha. Devo reconhecimento a todos, mas preciosa é a Clarabela, um presente que ganhei da vida! Silvane 

Contato Equoterapia

Fone: 51 99989.5457

Lomba Grande - Novo Hamburgo/RS